imagem do carregador
Sobreposição de site

Proposta de lista de pontos pelo Defensor de Direitos [AA_OrgIntl_ONU-CDPH]

Artigo correspondente - Grupo de Trabalho Correspondente

Este texto √© proposto para an√°lise no √Ęmbito da Relat√≥rio da Alian√ßa Autista ao Comit√™ CDPH sobre o Estado Franc√™s.
Se voc√™ deseja fornecer coment√°rios √ļteis para este relat√≥rio, clique no disco verde (ou v√° para o final da p√°gina) para obter instru√ß√Ķes sobre como proceder.


Proposta de lista de pontos do Defensor dos Direitos (França) sobre o exame da França pelo Comitê CDPD (ONU) (07 / 2020)

Fonte: https://tbinternet.ohchr.org/_layouts/15/treatybodyexternal/Download.aspx?symbolno=INT%2fCRPD%2fICO%2fFRA%2f37186&Lang=fr

Implementação da Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência (CRPD)

Lista de pontos relativos ao relatório inicial da França

Objetivo, defini√ß√Ķes, princ√≠pios gerais e obriga√ß√Ķes (arts. 1 a 4)

  1. Quais são as medidas previstas pelo Estado francês para adotar, em sua legislação, uma definição de deficiência de acordo com a Convenção?

  1. Que estrat√©gias e a√ß√Ķes foram desenvolvidas pelo Estado franc√™s para promover a Conven√ß√£o a todos os atores envolvidos e, em particular, √†s autoridades p√ļblicas, institui√ß√Ķes, o p√ļblico em geral e as pessoas com defici√™ncia?

  1. Como pretende o Estado francês remediar as desigualdades de tratamento que existem hoje entre as pessoas com deficiência:

  • De acordo com a idade em que ocorre a defici√™ncia (menor ou maior de 60 anos)?

  • De acordo com o territ√≥rio onde residem (especialmente no exterior)?

Direitos específicos (arts. 5 a 30)

Igualdade e não discriminação (art. 5)

  1. Que medidas se prop√Ķe o Estado franc√™s a adotar para modificar, na legisla√ß√£o, a defini√ß√£o de discrimina√ß√£o a fim de:

  • Reconhece e torna efetiva a obriga√ß√£o de acomoda√ß√£o razo√°vel em todas as √°reas?

  • Tem em considera√ß√£o as diferentes formas de discrimina√ß√£o sofridas pelas pessoas com defici√™ncia (discrimina√ß√£o por associa√ß√£o, discrimina√ß√£o m√ļltipla e interseccionalidade, etc.)?

Mulheres com deficiência (art. 6).

  1. Que medidas tomou o Estado francês para garantir a efetividade dos direitos das mulheres e meninas com deficiência em todas as áreas e para lutar contra a discriminação interseccional de gênero de que são vítimas?

  1. Que a√ß√Ķes concretas foram planejadas em favor das mulheres com defici√™ncia no √Ęmbito dos 5e plano de combate √† viol√™ncia contra as mulheres (2017-2019)?

Crianças com deficiência (art. 7)

  1. Indique, fornecendo dados discriminados por faixa etária e tipo de deficiência:

  • O n√ļmero de crian√ßas com defici√™ncia na Fran√ßa;

  • N√ļmero de crian√ßas com defici√™ncia recebidas em um estabelecimento ou servi√ßo m√©dico-social na Fran√ßa e as recebidas na B√©lgica.

  1. Que medidas concretas foram tomadas a favor das crianças autistas desde o lançamento, em 2018, da nova estratégia nacional para o autismo nos transtornos do neurodesenvolvimento (TND) 2018-2022?

  1. Como a situação específica das crianças com deficiência é levada em consideração:

  • Como parte da estrat√©gia nacional de prote√ß√£o √† crian√ßa iniciada em 2019?

  • No contexto de a√ß√Ķes de combate aos maus-tratos e bullying na escola?

Conscientização (art. 8)

  1. Que medidas tomou o Estado franc√™s para sensibilizar a sociedade para a situa√ß√£o das pessoas com defici√™ncia e combater as representa√ß√Ķes negativas da defici√™ncia, em particular no que diz respeito √†s defici√™ncias mentais e psicol√≥gicas?

Acessibilidade (arts. 9 e 21)

  1. Sabendo que a acessibilidade é uma condição prévia essencial para o gozo efetivo dos direitos das pessoas com deficiência, indique:

  • As medidas tomadas pelo Estado franc√™s para garantir a acessibilidade do meio ambiente a todas as pessoas com defici√™ncia no que se refere, em particular: edif√≠cios e instala√ß√Ķes abertas ao p√ļblico, estradas, transportes, edif√≠cios residenciais, habita√ß√£o, locais de trabalho?

  • As medidas tomadas para garantir a acessibilidade das pessoas com defici√™ncia aos sistemas e tecnologias de informa√ß√£o e comunica√ß√£o e, em particular, aos sites p√ļblicos e privados?

  1. Em 2015, o Estado franc√™s afirmou que 80% dos estabelecimentos existentes abertos ao p√ļblico (ERP) seriam disponibilizados em 2018. Portanto, indique, para cada categoria de estabelecimento (a partir de 1a o 5nd categoria):

  • O n√ļmero de ERPs existentes que se declararam acess√≠veis a 1er Janeiro de 2015;

  • O n√ļmero de ERPs existentes sujeitos √† obrigatoriedade de apresenta√ß√£o de uma agenda de acessibilidade programada (Ad'AP) e, entre eles: os que efetivamente submeteram um Ad'AP; aqueles que obtiveram isen√ß√£o da obriga√ß√£o de acessibilidade; aqueles que realmente atenderam, em 2019, aos requisitos de acessibilidade.

  • Os procedimentos de controlo implementados e as san√ß√Ķes aplicadas a quem n√£o cumpra as suas obriga√ß√Ķes de acessibilidade.

Situa√ß√Ķes de risco e emerg√™ncias humanit√°rias (art. 11)

  1. Que medidas foram tomadas para proteger os estrangeiros e migrantes com defici√™ncia, em particular as crian√ßas, e garantir as condi√ß√Ķes de acolhimento e deten√ß√£o de acordo com os princ√≠pios da Conven√ß√£o?

Reconhecimento da personalidade jur√≠dica em igualdade de condi√ß√Ķes (art. 12)

  1. Que medidas tenciona o Estado franc√™s tomar para garantir √†s pessoas com defici√™ncia colocadas sob tutela o reconhecimento pleno e efetivo de todos os direitos fundamentais reconhecidos pela Conven√ß√£o, como o que foi recentemente adotado? em quest√Ķes de direito de voto e de casamento?

  1. Que medidas tenciona o Estado francês tomar para implementar gradualmente um sistema de tomada de decisão apoiado em vez de um sistema de tomada de decisão substituto para adultos colocados sob supervisão protetora?

Acesso à justiça (art. 13)

  1. Quais as medidas adotadas pelo Estado francês para tornar efetivo o acesso à justiça aos usuários com deficiência e aos assistentes jurídicos, independentemente da deficiência, em particular no que se refere a:

  • Acessibilidade aos tribunais e outros locais em quest√£o (esquadras de pol√≠cia, locais de deten√ß√£o, etc.)?

  • Ajustes processuais necess√°rios para respeitar o princ√≠pio do contradit√≥rio do processo e os direitos de defesa?

  1. Que treinamento existe para profissionais do direito e funcionários envolvidos na administração da justiça para conscientizá-los sobre a deficiência e treiná-los nos direitos consagrados na Convenção?

Liberdade e segurança da pessoa (art. 14)

  1. Que medidas concretas tenciona o Estado franc√™s adoptar para que as condi√ß√Ķes de deten√ß√£o e de internamento involunt√°rio de pessoas com defici√™ncia, em particular pessoas com defici√™ncia mental, estejam em conformidade com as garantias do direito internacional dos direitos humanos? homem?

Direito de não ser submetido a tortura ou a penas ou tratamentos cruéis, desumanos ou degradantes (art. 15)

  1. Que medidas est√° o Estado franc√™s a p√īr em pr√°tica para proibir, prevenir e punir todas as formas de tratamento desumano ou degradante das pessoas com defici√™ncia (interven√ß√Ķes policiais, falta de assist√™ncia adequada √†s pessoas detidas, pr√°tica de empacotar? ,‚Ķ)?

Direito de não ser submetido a exploração, violência e abuso (art. 16)

  1. Que a√ß√Ķes de preven√ß√£o, detec√ß√£o, controle e san√ß√Ķes s√£o implementadas para combater os maus-tratos √†s pessoas com defici√™ncia?

Proteção da integridade da pessoa (art. 17)

  1. Que medidas tenciona o Estado francês tomar para que se pretenda, de forma eficaz, o consentimento para os atos médicos dos deficientes colocados sob tutela, a fim de os proteger contra qualquer intervenção médica forçada (esterilização, interrupção da gravidez? ,…)?

Direito à liberdade de movimento e nacionalidade (art. 18)

  1. Como pretende o Estado franc√™s remediar as m√ļltiplas discrimina√ß√Ķes indiretas sofridas por pessoas com defici√™ncia no acesso √† nacionalidade francesa (condi√ß√Ķes de rendimento, procedimentos de integra√ß√£o, naturaliza√ß√£o, etc.)?

Vida independente e inclus√£o na sociedade (art. 19)

  1. Que medidas s√£o tomadas pelo Estado franc√™s para responder, de forma eficaz e adequada, √†s necessidades reais de compensa√ß√£o das pessoas com defici√™ncia, seja qual for a sua defici√™ncia, idade, op√ß√£o ou estilo de vida, e para remediar ‚Äúdespesas correntes‚ÄĚ importante o que pesa sobre eles, em particular no que diz respeito √† aquisi√ß√£o de ajudas t√©cnicas?

  1. O que pretende o Estado fazer para garantir a todas as pessoas com deficiência, qualquer que seja a sua deficiência, o acesso a um lugar de vida que respeite as suas escolhas e permita a manutenção dos laços familiares?

  1. Que medidas est√£o em vigor para atender √†s necessidades dos cuidadores (em termos de descanso, treinamento, direitos de licen√ßa, etc.), bem como as medidas tomadas para harmonizar todas as disposi√ß√Ķes existentes?

Mobilidade pessoal (art. 20)

  1. Que medidas tomou o Estado francês para garantir o acesso das pessoas com deficiência a serviços de transporte adaptados às suas necessidades e compatíveis com as exigências ligadas ao exercício da actividade profissional e da vida social?

  1. Relativamente aos equipamentos de assistência técnica à mobilidade, o Estado francês tomou medidas para permitir uma melhor regulação dos mercados de forma a garantir o acesso aos mesmos a um custo acessível?

Respeito pela vida privada (art. 22)

  1. Que medidas foram tomadas pelo Estado francês para garantir o respeito da privacidade das pessoas alojadas em estabelecimentos médico-sociais, nomeadamente no que diz respeito à aplicação eficaz dos controlos efectuados pelas autoridades de fiscalização neste domínio? ?

Respeito pelo lar e pela família (art. 23)

  1. Como tenciona o Estado franc√™s responder √† situa√ß√£o de depend√™ncia financeira em que se encontram as pessoas com defici√™ncia, nomeadamente as que recebem o abono para adultos com defici√™ncia (AAH), em rela√ß√£o ao c√īnjuge?

  1. Que medidas estão previstas para permitir o desenvolvimento de uma verdadeira política de apoio à paternidade das pessoas com deficiência?

Educação (art. 24)

  1. Indique, fornecendo dados discriminados por faixa etária e tipo de deficiência:

  • O n√ļmero de alunos com defici√™ncia que frequentam a escola e n√£o frequentam a escola;

  • Entre os alunos com defici√™ncia que frequentam a escola, √© o n√ļmero de alunos que est√£o a tempo parcial.

  1. Que medidas tomou o Estado francês para promover a educação inclusiva, para além das medidas de apoio individual aos alunos com deficiência (formação de docentes e de outro pessoal, adaptação de programas, etc.)?

  1. Que medidas foram tomadas para remediar as dificuldades com que se deparam os alunos com defici√™ncia, em particular as crian√ßas ‚ÄúDYS‚ÄĚ, para poderem beneficiar de exames em conformidade com a sua escolaridade?

  1. Que medidas foram tomadas para garantir que os alunos com deficiência levem em consideração as suas necessidades específicas e, em particular, as suas necessidades de apoio durante o ensino superior?

Sa√ļde (art. 25)

  1. Que medidas est√° o Estado franc√™s a p√īr em pr√°tica para garantir o acesso das pessoas com defici√™ncia aos cuidados de rotina e remediar as dificuldades associadas √† inacessibilidade dos locais de cuidados, √† falta de meios adequados (equipamento, tempo de acolhimento e informa√ß√£o, forma√ß√£o de profissionais, etc.) e n√£o recurso a cuidados devido, nomeadamente, √† exist√™ncia de ‚Äúdespesas diretas‚ÄĚ significativas?

  1. As medidas tomadas para garantir √†s pessoas com defici√™ncia em lares de idosos ou pris√Ķes o acesso a cuidados de sa√ļde adequados √†s suas necessidades espec√≠ficas?

Adaptação e reabilitação (art. 26)

  1. Como tenciona o Estado franc√™s intervir para permitir que os estabelecimentos e servi√ßos de ajuda atrav√©s do trabalho (ESAT) conciliem a sua voca√ß√£o principal de apoio m√©dico-social para trabalhadores com defici√™ncia com as restri√ß√Ķes estruturais, econ√≥micas e or√ßamentais que pesam neles ?

Trabalho e emprego (art. 27)

  1. Que estrat√©gia global pretende o Estado franc√™s implementar para promover o emprego das pessoas com defici√™ncia, em todos os setores, para al√©m da obriga√ß√£o de empregar trabalhadores com defici√™ncia e, para o efeito, como Tenciona combater a discrimina√ß√£o contra as pessoas com defici√™ncia, a relut√Ęncia dos empregadores em fornecer acomoda√ß√Ķes razo√°veis ‚Äč‚Äče preconceitos sobre as compet√™ncias das pessoas com defici√™ncia?

Nível de vida adequado e proteção social (art. 28)

  1. Que medidas tenciona o Estado franc√™s tomar para combater a precariedade em que se encontram algumas pessoas com defici√™ncia devido √† insufici√™ncia dos seus recursos e ao baixo n√≠vel das presta√ß√Ķes concedidas a t√≠tulo de indemniza√ß√£o?

Participa√ß√£o na vida pol√≠tica e p√ļblica (art. 29)

  1. Em 2019, a França concedeu o direito de voto a todas as pessoas com deficiência. Que medidas tenciona o Estado francês implementar para garantir o exercício efectivo deste direito pelas pessoas com deficiência no que se refere, nomeadamente, às medidas de apoio às pessoas com deficiência, acessibilidade às campanhas eleitorais, a consciência dos diversos atores?

  1. Que medidas estão planejadas para permitir a elegibilidade de todas as pessoas com deficiência, incluindo aquelas colocadas sob supervisão de proteção?

Participação na vida cultural e recreativa, lazer e esportes (art. 30)

  1. Que medidas estão previstas para garantir às pessoas com deficiência a igualdade de acesso à cultura, desporto e lazer numa abordagem inclusiva?

Obriga√ß√Ķes especiais (artigos 31 a 33)

Estatísticas e coleta de dados (art. 31)

  1. Quais os meios que o Estado francês pretende implementar para melhorar o conhecimento estatístico da situação das pessoas com deficiência, coordenação, gestão nacional, consistência, divulgação e comparabilidade dos dados relativos à deficiência em todos os domínios?

Cooperação internacional (art. 32)

  1. Que medidas concretas está o Estado francês a tomar para reforçar a participação das pessoas com deficiência no desenvolvimento de programas de cooperação internacional?

Aplicação e monitoramento a nível nacional (art. 33)

  1. Que a√ß√Ķes tem implementado o mecanismo de coordena√ß√£o nacional para promover a Conven√ß√£o, nomeadamente junto dos pontos de contacto designados nos diversos minist√©rios, bem como nas orienta√ß√Ķes tomadas pelo governo na √°rea da defici√™ncia?

  1. Que recursos estão previstos para serem alocados ao mecanismo de mecanismo independente, a fim de habilitá-lo a cumprir sua missão de monitorar a aplicação da Convenção?
5 2 votos
Artigo Avaliação

Última Atualização: 01/10/2020

01/10/2020 45 Site_Admin AA_OrgIntl, AA_OrgIntl_ONU-CDPH, AllianceAutiste.org
Total 1 Votos:
0

Você pode nos dizer como podemos melhorar este documento ou o que você não gostou? Obrigado!

+ = Verificar humano ou Spambot?

convidado
1 Coment√°rio
mais velho
Os mais novos Mais votados
Coment√°rios em linha
Ver todos os coment√°rios
Eric LUCAS
Associado
AutiPoints: 471
dias 17 atr√°s

Se voc√™ encontrar neste texto elementos que considere √ļteis para o Relat√≥rio da Alian√ßa do Autista para o Comit√™ CDPH no Estado Franc√™s, fa√ßa suas contribui√ß√Ķes da seguinte forma: Clique em uma ‚Äúbolha‚ÄĚ verde (se houver) no texto para comentar na parte correspondente OU responder a um coment√°rio j√° existente na parte inferior da p√°gina, tentando encontrar o t√≥pico de discuss√£o para a mesma parte do texto, OU, se ningu√©m '' j√° iniciou uma discuss√£o sobre o mesmo t√≥pico, crie um novo coment√°rio na caixa... Leia mais ¬Ľ

Eles nos ajudam

Clique em um logotipo para saber como
1
0
Colabore facilmente compartilhando suas idéias nesta discussão, obrigado!x